Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ter um símio por companheiro.

por Fernando Lopes, 25 Out 15

12:30, estação de metro da Trindade. Após 6 kms de caminhada claudico e decido regressar a casa de metro. Headphones metidos até ao tímpano, volume no máximo, The The e o álbum «Infected» a rolar. Ao meu lado um casal de 40 e poucos anos. Ela loira, magra, com ar simples mas arrumado. O tipo é um mal-ajambrado, ar de grunho, dentes pretos. Agarra-a e apalpa-a como um macaco com cio. Apalpa-lhe o rabo ostensivamente à frente de dezenas de pessoas. Ela tenta puxar-lhe a mão para a anca, mas só o consegue durante breves segundos.  O marmelo roça-se nela com um daqueles cães pequenitos que montam até uma almofada. A mulher visivelmente embaraçada, ruboresce.

 

Desvio o olhar, dou dois passos em frente. Não sou púdico, mas cenas daquelas entre adultos são completamente despropositadas, desagradáveis. Chega a carruagem, entro e fico a pensar o que levará uma mulher a suportar um animal daquele calibre. Falta de amor-próprio? Medo da solidão? Quando chega ao ponto de tolerar um símio daqueles, que dignidade lhe resta?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

1 comentário

De redonda a 26.10.2015 às 20:01

Talvez ele tenha um interior lindo e gestos de grande ternura e sensibilidade que compensem...
Ou esteja alterado porque ela lhe deitou viagra e um benzodiazépinico (estive a ver no Google) no café, porque andava muito tenso...
Ou ela enganou-o com o melhor amigo dele e ainda não sabe que ele sabe, mas a culpa impede-a de reagir ao comportamento um pouco estranho dele...

Ou foi ele que a enganou com o melhor amigo e agora quer mostrar que é homem...
Ou acabaram de se conhecer e estão a representar para um estudo científico sobre como é que os transeuntes reagem a cenas como aquela...

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds