Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tenda.

por Fernando Lopes, 23 Nov 16

tenda.jpg

 

Sem grande azul entre as minhas nuvens, dedico-me a observar. Na rua Júlio Dinis, Boavista, sobrevivem algumas sapatarias caras, uma ou outra loja de roupa. À noite, as fachadas dos edifícios permitem que alguns sem-abrigo ali façam algo similar a uma casa. Depois, logo pela manhã, arrumam os cartões que serviram para mitigar o frio e esconder o desespero. Hoje, num desses quartos a céu aberto, existia uma tenda que já serviu de brinquedo. Pelas cores garridas, pelo contraste, vi um toque de alegria no negro do drama.

Autoria e outros dados (tags, etc)

2 comentários

De Ana A. a 23.11.2016 às 19:49

Depois, não devemos ficar zangados com aqueles que se insurgem contra a vinda de refugiados. É que eu não acredito que este modo de vida seja voluntário. Apesar de já ter ouvido afirmar que a maior parte dos sem-abrigo prefere viver assim do que aceitar regras que lha são impostas!! A menos que lhes imponham regras inaceitáveis, precisamente para serem recusadas.

De Fernando Lopes a 23.11.2016 às 21:38

Uma coisa não tem nada a ver com a outra, com solidariedade de todos há dinheiro para apoiar refugiados e sem-abrigo, aliás há dinheiro para todos vivermos bem, não fosse a ganância infinita de uns quantos que contam a fortuna em milhares de milhões. Haverá um minoria que tem o espírito da vagabundagem, que não é necessariamente a vida de um sem-abrigo.


Abraço.

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...

subscrever feeds