Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rituais de passagem.

por Fernando Lopes, 6 Mar 15

Nos dias de hoje a escolaridade mínima é de 12 anos. Paradoxalmente, como os pais, avós e bisavós, continuamos a considerar a conclusão do ensino primário um ritual de passagem. Tal apenas se deve a uma questão cultural, a antiga 4ª classe não significa que estamos aptos à vida activa como no tempo dos nossos antepassados. Mas persiste. O pai recebeu de presente uma caneta de tinta permanente (já não corria o risco de borratar), eu, como a maioria da minha geração, um relógio de pulso.

 

Hoje, o símbolo de fim desse ciclo é a oferta de um telemóvel. Não queria, mas também não posso combater o hábito que se enraizou. A pequenota vai receber um télélé que faz mais e melhor que os computadores de há uma dúzia de anos atrás. The times they are A-changin’.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

1 comentário

De Luís Coelho a 07.03.2015 às 00:03

A minha mais nova também recebeu um. Era importante saber o paradeiro dela porque a mudança para o secundário é um salto enorme, ainda maior no ensino público que já na altura sofria de algumas maleitas.
Tarde de mais percebi que ela é que nos controlava, mas correu bem.
Parabéns à pequenota. Que a vida lhe sorria.

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds