Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Porque estão a terminar tantos blogues?

por Fernando Lopes, 25 Fev 14

É a pergunta de um milhão de dólares; manter um blogue não é fácil, exige alguma imaginação, atenção ao que nos rodeia, disponibilidade e muita disciplina. Depois há o factor moda, as expectativas de cada um, a ânsia de ser (re)conhecido. Qualquer «bloguista» sabe que em 99,9% dos casos a blogosfera é uma pescadinha de rabo na boca; comentamo-nos e visitamo-nos uns aos outros, temos meia dúzia de amigos com pachorra para nos aturar e pouco mais.  Muitos sentem-se desmotivados pelas baixas audiências, outros ficam frustrados por o seu suposto «mérito literário» tardar em ser confirmado. Nada disso importa se através deste meio fora de moda conheces pessoas interessantes, aprendes, convives, tens sugestões de lugares para visitar, restaurantes para enfardar, livros para ler. Através dos blogues foi-me dada a conhecer gente excepcional, uns pelo talento, outros pela sensibilidade, outros ainda pelo humor. Todos os dias recebo muito mais do que consigo oferecer, e só isso basta para que, contra modas e correntes, insista em manter esta taberna aberta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

5 comentários

De Carla Pinto Coelho a 25.02.2014 às 23:33

O que eu vou dizer é o resultado do meu trabalho em lidar com a frustração blogueira: um blogue só nos preenche quando percebemos que primeiro escrevemos porque precisamos, segundo para partilhar com os outros, terceiro... pelo resto.

Fora disto, arrumam-se as botas e xauzinho.

De Fernando Lopes a 25.02.2014 às 23:44

Lido bem com a «frustração» porque nunca tive ambições ou expectativas. Escrever tornou-se num exercício de catarse e isso basta-me.

De Carla Pinto Coelho a 25.02.2014 às 23:48

Não tem a ver com expectativas ou ambições, tem a ver com uma constatação: será o meu blogue tão mau que ninguém aqui venha?

De Fernando Lopes a 25.02.2014 às 23:53

Escreve rapariga, escreve, e deixa de pensar nos ninguém.

De Carla Pinto Coelho a 26.02.2014 às 00:03

Ah, isto está mais do que resolvido - até porque não me posso queixar. Se bem pensar, o blogue esteve 3 anos na clandestinidade e só eu o visitava. Vai daí, já não me aborrece ao ponto de me fazer desistir dele.

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds