Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pequenos milagres.

por Fernando Lopes, 8 Jun 16

flores.jpg

 

No edifício onde trabalho há vários anos que foi proibido fumar nas escadas. Criaram-nos uma espécie de paragem de autocarro, três lados vedados, onde os párias podem dar azo à sua adição tabágica. Por baixo dessa espécie de terraço trabalham mais de cem pessoas. A superfície é coberta por várias camadas de tela alcatroada sobre a qual colocaram seixos para ajudar na impermeabilização.

 

Nada mais árido que asfalto e pedra, certo? No entanto algumas plantas insistem em crescer, teimosas e resistentes, sobre o que foi concebido para não permitir nenhuma forma de vida.

 

A explicação botânica sei-a vagamente, não impede de me maravilhar e andar a observar há vários dias estes pequenos milagres sobre a forma de flores. A natureza ensina-nos a resistir, a ser férteis onde só existe esterilidade. Penso para comigo como posso tirar lições, pondo de lado a depressão crónica e lutando, pois até onde tudo foi feito para que nada nasça, obstinadamente, uma impossibilidade floresce.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

2 comentários

De Ana A. a 08.06.2016 às 19:59

"...pois até onde tudo foi feito para que nada nasça, obstinadamente uma impossibilidade floresce."

Porque não é uma impossibilidade, de facto. 
A natureza maravilha-me pelo cumprimento rigoroso das suas leis. E nós, seres intencionais, tão pouco fazemos com as nossas possibilidades.


(Tenho andado ausente, porque mudei de casa e fiquei sem net) ;)

De Fernando Lopes a 08.06.2016 às 20:36

Tenho tantas saudades desse seu contraponto zen, Ana.


Beijo, e dos grandes.

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...

subscrever feeds