Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O meu bebé.

por Fernando Lopes, 4 Abr 17

Aquela conversa que os filhos são sempre crianças para os pais, infelizmente, aplica-se-me. Doze anos recém feitos, apercebo-me do seu crescimento quando nela tento pegar ao colo. E nas conversas. As conversas senhor, de quando em vez parecem um salto epistemológico. Surpreendo-me com o vocabulário, com a maturidade aqui e ali. O meu bebé cresce a olhos vistos. Demonstra sensibilidade, bom carácter, capacidade empática. Falávamos de homossexualidade e a sua atitude livre de preconceitos, pronta a aceitar o outro como é, não se importando com a norma, melhor ainda, negando a sua existência, tranquilizou-me. Nós, a escola, a sociedade, estamos a fazer um bom trabalho com as novas gerações.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

2 comentários

De Pequeno caso sério a 12.04.2017 às 11:07

:)
São cada vez mais raros estes "exemplares" e  pelo que temos assistido nas notícias , quase parece mal que assim sejam.
Não foi com alguns filhos que falhámos enquanto sociedade...foi com alguns pais.


Mas sim Fernando ,é maravilhoso ver as nossas meninas transformarem - se em mulheres com ideias próprias. Deste lado já se contam quase 15...e ainda ontem chorava que não queria ficar no infantário! 
;)

De Fernando Lopes a 12.04.2017 às 20:22

Estou em crer que é uma questão cultural. Pais mais informados e tolerantes criam filhos com igual visão do mundo. E sim, crescem estupidamente depressa. :)

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...

  • Anónimo

    Que será feito do gerente desta coisa?Filipe em es...

subscrever feeds