Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

No ginásio.

por Fernando Lopes, 11 Out 16

O mundo dos ginásios é completamente novo para mim, mas ao fim de meia-dúzia de sessões, já deu para apreciar vários tipos de fauna:

 

  • Os candidatos ao Big Brother. Estão lá todos os dias uns rapazes de 20 e poucos anos que certamente ambicionam fazer parte da próxima série do programa. Musculados, cheios de tatuagens, levantam pesos enormes, bufam como se não houvesse amanhã e confrontam-se com o espelho. Se deus quiser hão-de inchar até rebentar.

 

  • O atleta. Corre 10 kms, levanta pesos, transpira e limpa a careca com ar de quem fez aquilo a vida toda. Estes exemplares face à escassez de pilosidade capilar, sublimam a falta de cabelo com uma enorme barba. Nunca sei se os estou a ver de cima para baixo ou de baixo para cima.

 

  • A diva dos glúteos. O seu único objectivo é ter um cu duro. Não a dança, mas o rabo mesmo. Perna curta, rechonchuda, deve ter o rabo mais musculado de que há memória. Uma bufa que por ali saia transformar-se-á num assobio.

 

  • O gajo do telemóvel. Enquanto se exercita vai dando likes e mandando SMS. O exercício é secundário, acho que só frequenta o sítio pelo wifi grátis.

 

  • A brasilerada. Adepitos da malhação, istão sempri dando cunselho a umas minina que os acumpanha. Têm a puta da mania qui são bunito, mas a maior parte deles se parece co’a minha bunda. Têm uns bigodi muito brega, com um pelinho solto aqui e ali, como quando eu era adolescenti.

 

  • O curioso. Está sempre a olhar para ver se o vizinho levanta mais peso, corre mais rápido, faz mais abdominais. A vida é algo entre o voyeurismo e a competição.

 

E tu, Fernando? Eu vou lá, faço o mapa de exercícios que planearam, transpiro um bocado, não falo com ninguém, e venho à minha vidinha. Encontrar alguém com uma conversa inteligente deve ser como achar agulha num palheiro. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

4 comentários

De Lucília a 11.10.2016 às 21:09

Eu percebi??? O Fernando pertence ao grupo do  curioso- certo???!

De alexandra g. a 11.10.2016 às 21:25

Lucília A.,


não sei se a pergunta me era dirigida, mas isso não é importante, respondo na mesma :)
O importante é perceber que o ginásio não substitui NADA que não se possa fazer ao ar livre, ou mesmo em casa. O ginásio tornou-se, de facto, um palco e uma plateia, em simultâneo. Encontramos isto polla bloga adentro a toda a hora.
Também a mim bastam as espreguiçadelas + caminhadas de 15km, seguidas de sopa de feijão com couves, um tinto único, um prato de peixe, uma pequena conversa, café e cigarro e silêncio.

De Fernando Lopes a 11.10.2016 às 22:01

Concordo que o ginásio não substitui nada, é simplesmente mais prático. Hoje demorei uma hora a fazer três quilómetros para ir buscar a minha filha. Se me apetecesse, exorcizava os meus demónios suando, e voltava para casa. Podia carregar sacos de batatas ou rachar lenha, simplesmente não estão aqui ao pé da porta. 
Image

De alexandra g. a 11.10.2016 às 22:08

No dia em que eu considerar 'prático' um ginásio, contem comigo para as mensalidades e as máquinas e a transpiração nauseabunda pelos arredores & todollos assins :)


E eu é que Image primeiro! E assim sucessivamente :)

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...

subscrever feeds