Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Humildade.

por Fernando Lopes, 9 Dez 14

Quando era criança a humildade era qualidade que nos era incutida, se tirássemos melhor nota que os outros guardávamos prudente silêncio. Hoje em dia, das artes ao desporto, do trabalho à escola, a humildade é vista como sinal de fraqueza. Por isso anões gritam alto as suas qualidades, corcundas sobem a palco e peroram sobre a sua infindável beleza. Pior que isso, a gabarolice passou a ser socialmente aceite, é coisa vulgar, sinal de auto-estima em vez de cretinice. Os seres verdadeiramente excepcionais não necessitam de apregoar as suas qualidades; elas são notadas pelos demais. São modestos porque sabem que por muito conhecimento que tenham há um mundo interminável por descobrir. Estes sinais de fraco carácter pululam transversalmente pela sociedade. Por esta e muitas outras razões sinto que já não sou deste tempo. Felizmente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

1 comentário

De Alice Alfazema a 10.12.2014 às 19:18

Por vezes também já sinto que não sou deste tempo, e ainda bem, porque vivi momentos inesquecíveis que não seriam possíveis de viver neste agora. 


Um abraçoImage  

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds