Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Femininas manias.

por Fernando Lopes, 24 Mai 16

Para a maioria – e sublinho, maioria – das mulheres, nós homens temos a obrigação de adivinhar os seus desejos. Nunca são claras no que pretendem, mantendo tudo numa névoa sebastiânica. É nossa obrigação adivinhar o local em que desejam jantar, o presente que querem no aniversário, o museu a conhecer, o livro a ler, onde pretendem passar férias.

 

Quando erramos redondamente, acusam-nos de não ter entendido as «dicas», ouvido as pistas.

 

Se fossemos muito bons a seguir pistas, adivinhar palavras soltas, seríamos todos criminologistas, C.S.I.s, cães pisteiros. Não é por mal, mas as subtilezas femininas as mais das vezes escapam-nos completamente.  Somos patetas? Sem dúvida, mas agradecemos encarecidamente às senhoras que não nos façam adivinhar.

 

Existem mulheres que sabem o que querem, ao que vão, e dizem-no. As minhas amigas são quase todas assim, pouco dadas a jogos de subtileza, mistério, adivinhação. Transparentes, claras, frontais. E é por isso que são minhas amigas, têm a capacidade de me dar um abraço ou de me mandar para o car..lho. Combinam os jogos de futebol a que querem que assistamos juntos, os concertos que temos de ver, aquele livro que têm mesmo de ler. Isto torna as relações tão mais fáceis.

 

Assim, do alto da minha provecta idade, deixo um conselho: não sendo óbvias, sejam claras. Digam que preferem o filme A ao B, um relógio de presente em vez do colar que corremos seca e meca para encontrar, que preferem as férias nas Caraíbas em vez da Islândia. Nós, uns simplórios, só precisamos que nos indiquem um caminho. Como vossos escravos, ficaremos contentes por vos seguir, desde que saibamos exactamente o que pretendem.

 

Até na vida íntima esta frontalidade facilita. Quantas de vós verbalizaram que gostavam de um homem sem andarem às voltas como os cães que perseguem as caudas? Acreditem, a clareza feminina é algo que por tão escasso se transformou num bem altamente valorizado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

2 comentários

De golimix a 27.05.2016 às 08:41

Sabes o que mais detesto?
É que eu sendo uma "coração na boca" esperem que seja sempre eu a decidir tudo, mas às vezes não me apetece... e simplesmente tenho de o fazer porque me irrita os "não sei...", "será que queremos isto?..." ou os "talvez". Ó páh! É para frente o caminho! Se não gostares da decisão para a próxima já sabes e aprendes com isso.

O meu home sabe perfeitamente os perfumes que gosto, o que gostaria de receber, de ler, de vestir... Até porque grande parte das vezes sou clara como água. Existem outras, no entanto, que permaneço na tal nuvem Sebastiânica , mas isso talvez seja parte do encanto feminino Image

De Fernando Lopes a 27.05.2016 às 18:45

O mistério feminino faz parte do seu encanto, só não gosto que me ponham a fazer de professor Bambo e depois me digam que as profecias estavam todas erradas. Mas eu também sei que sou uma criatura sensível. :)

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...

subscrever feeds