Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

E se o teu blogue mudasse a vida de alguém?

por Fernando Lopes, 30 Dez 16

urgência.jpgPalavras de parede, nos Mártires da Liberdade

 

Acho que ninguém decide escrever, fá-lo porque é a forma em que se sente mais confortável a comunicar. Este vosso escriba não tem mais objectivo que o de transmitir sentimentos, ideias, ao outro que está desse lado, como se de uma infantil conversa com um amigo imaginário se tratasse. As consequências das palavras, o modo como tocam quem as lê, já não é algo que consiga controlar. Há quase dois anos, conhecei um tipo artístico e tímido com quem tinha estabelecido empatia, através desta coisa dos blogues. Tornámo-nos amigos, tentei acompanhá-lo, aconselhá-lo, o melhor que podia e sabia, num momento difícil desta coisa transitória a que chamamos vida.

 

Também pela estranha magia da palavra escrita, conheceu uma rapariga por quem se apaixonou. E a rapariga por ele. E tudo começou aqui no blogue. Involuntariamente, apadrinhei uma relação amorosa que me enche o coração de ternura. Quando fala dela sorri com o seu jeito infantil, um menino que reencontrou o melhor que o mundo tem para dar: amor.

 

Estive com ela apenas uma horas. É gira, viva, inteligente, decidida. A delicadeza dele é complementada pelo sentido prático e arrojo dela. Fazem um par de amantes e compinchas plenos de cumplicidade.

 

Só por estes momentos de felicidade que esses dois seres humanos tão especiais estão a viver, já valeu a pena andar estes anos todos a mandar palavras ao vento. Disse. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

3 comentários

De Anónimo a 30.12.2016 às 11:33

Amanhã queremos estar contigo nem que seja necessário pagar portagens. O que aqui escreves está para lá de bonito, bondoso e gentil: és tu, o meu Fernando que me salvou de uma vida encurtada e me empurrou delicadamente para um amor desmedido que tão bem sabes alimentar com saborosas vitualhas.
Filipe, Filipe...

De Fernando Lopes a 30.12.2016 às 11:57

Poderes salvíficos são algo que não possuo, nem quero. Fiz (faço) o melhor que me é possível, acompanhar, aconselhar, tão bem quanto sei e posso. Só se salva que possui esse desejo íntimo, eu apenas contribuí - se essa pretensão posso ter - com indicação do caminho mais curto para lá chegar. 

De Anónimo a 30.12.2016 às 12:08

O meu Padrinho gps do amor em velocidade de cruzeiro.
Filipe de amanhãs que cantarão...

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...

  • Anónimo

    Que será feito do gerente desta coisa?Filipe em es...

subscrever feeds