Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Do amor nunca se escapa sem dano.

por Fernando Lopes, 10 Jun 14

Da minha humilde experiência amorosa, ficaram-me algumas pequenas certezas; o verdadeiro amor nunca se planeia, jamais se esquece. As pessoas que em algum momento tomaram o nosso coração e corpo de assalto reservam para si parte do território ocupado. Quem disser que esqueceu, mente, nunca se esquece completamente. Quem amamos ontem, pode não fazer parte da nossa vida de hoje, mas esculpiu na pedra da memória marca indelével. Sofre-se pela indiferença de que fomos alvo, sofre-se quando estamos apaixonados, sofre-se quando chega o momento se seguirmos sozinhos o nosso caminho, mas do amor nunca se escapa sem marca ou dano. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

2 comentários

De bokeh a 11.06.2014 às 22:40

como diz o MEC, mas em francês, l'amour est baisée.
quando um pote de barro está seco e cai ao chão parte-se....podemos juntar os cacos, colá-lo e ele aguenta-se ainda que com uma "cicatrizes".
pior pode ser quando o pote está a ser moldado e cai ao chão....de repente as formas alteram-se e vai ter de ficar assim para o resto da sua existência.
excelente o seu post!

De Fernando Lopes a 11.06.2014 às 22:57

Obrigado. Fosse a minha prosa tão boa quanto as tuas fotografias...

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds