Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Do amor nunca se escapa sem dano.

por Fernando Lopes, 10 Jun 14

Da minha humilde experiência amorosa, ficaram-me algumas pequenas certezas; o verdadeiro amor nunca se planeia, jamais se esquece. As pessoas que em algum momento tomaram o nosso coração e corpo de assalto reservam para si parte do território ocupado. Quem disser que esqueceu, mente, nunca se esquece completamente. Quem amamos ontem, pode não fazer parte da nossa vida de hoje, mas esculpiu na pedra da memória marca indelével. Sofre-se pela indiferença de que fomos alvo, sofre-se quando estamos apaixonados, sofre-se quando chega o momento se seguirmos sozinhos o nosso caminho, mas do amor nunca se escapa sem marca ou dano. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

1 comentário

De O Abominável Careca a 10.06.2014 às 22:41

Este é um assunto que dava "Pano para mangas" e pessoalmente sou da opinião que independentemente de ficar esculpida nas nossas memórias boas ou más recordações, as más ou menos abonatórias devem ser como as "Portas" que deixámos para trás...É mais fácil, prático e resoluto pegar numas "tábuas e pregos" e fechar bem a dita ou ditas para nunca mais se reabrirem!
É a minha honesta e singela opinião que já viveu algumas situações e consegui encontrar o equilíbrio aliado ao bom senso e à razoabilidade do confuso que podem ser as emoções!

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds