Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Como homem não me recomendo a ninguém.

por Fernando Lopes, 20 Mai 16

Estava a ouvir os meus colegas no fumatório. São rapazes com imensos talentos: sabem cozinhar, ajudam na lida da casa, têm jeito para bricolage, fazem a vontade às mulheres. Rapei o cabelo com um pente 4 e ouvi um a dizer: é mais prático, mas não o faço porque a minha mulher gosta de me ver de cabelo mais comprido. Quero lá eu saber se ela gosta ou não.

 

Quase nunca acedi às vontades da minha cara-metade. Gostava que fosse contido, sou expansivo; queria que bebesse moderadamente, de quando em vez apanho pifos de paralisar os neurónios; ansiava porque não dissesse asneiras, sou capaz de me bater mano-a-mano com uma peixeira do Bolhão.

 

Quando me conheceu já era assim, não mudei um milímetro. Analisando friamente sou um cavalo desgovernado que só faz o que lhe dá na real gana. Um dia destes tenho as malinhas à porta. Merecidamente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds