Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Atirei o pau ao gato.

por Fernando Lopes, 25 Mai 15

Os mesmos que se indignam com o exercício de física em que o Diogo larga um gato pela janela do seu quarto a 5 metros do solo – um modesto segundo andar, portanto – há 10 anos achavam imensa gracinha ao Dioginho a cantar: «Atirei o pau ao gato, to, to ….» A pedagogia e o respeito pelos animais vêm desde o berço, ó indignados de merda.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

2 comentários

De Corvo a 26.05.2015 às 11:07

Pois lá está. São essas estranhas incongruências da humanidade que por vezes, muitas, me fazem quedar como um desses filósofos bêbedo, alto, magro, doente e pálido meditando nas tristes vicissitudes da existência, encarando o mundo como se daí já nada haja a aproveitar, ou não valha a pena.

( Corvo, membro do filósofos desconhecidos do século XXI )
Abraço!

De Fernando Lopes a 26.05.2015 às 12:07

Lamentavelmente, Schopenhauer já fez muito melhor do que algum de nós poderá alguma vez almejar. "Não há nada de novo debaixo do sol" ;)

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Sempre a considerá-lo sr. dr. soliplass. Digamos q...

  • soliplass

    Ora bem vindo seja às lides blogosmáticas, que sau...

  • Fernando Lopes

    Nunca nada é linear, então no amor é melhor nem fa...

  • Fernando Lopes

    Sempre certeira, Gaffe. Por essas e outras é que t...

subscrever feeds