Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A água que lava.

por Fernando Lopes, 10 Mai 17

Hoje logo pela manhã deliciei-me com um fenómeno com que todos nos cruzamos mas que não deixa de ser raro. Estava sol sobre a minha cabeça, dez metros à frente chovia intensamente. Não eram as bruxas a pentear-se, viúva a casar também não vi, mas fiquei uns segundos naquela zona de ninguém. Como na vida, havia sombra e claridade, seco e húmido, quente e frio, amor e ódio. Deixei a água molhar-me. Levou as minhas angústias, medos, erros, pecados. Poucas sensações serão tão libertadoras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

1 comentário

De Anónimo a 11.05.2017 às 05:57

A tua afilhada chega da rua, molhada, e não tira o xaile. Deve ter a ver com reminiscências uterinas.
Filipe sempre de xarope em riste

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

  • Anónimo

    Não volta?!Vá lá...Escrever faz bem...e ler também...

subscrever feeds