Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Uns podres de ricos outros podres de estúpidos

por Fernando Lopes, 25 Ago 11


Segundo a SIC a aplicação de um imposto extraordinário aos 200 mais ricos de Portugal renderia mais de 800 milhões de euros ao erário público. Isto a uma generosa taxa de 1,8% do total do rendimento bruto anual. Ao comum dos portugueses, que tem todo o seu rendimento de trabalho dependente, é "atribuída" uma taxa média de 3,5%.

  •  Como é que 200 portugueses podem gerar mais receita do que todos os trabalhadores por conta de outrem?
  •  Porquê uma sugestão de 1,8% como a taxa máxima francesa e não 3,5% como o comum dos portugueses?
  • Como é que chegamos a um ponto em que achamos esta assimetria na distribuição rendimentos, "normal"?

Autoria e outros dados (tags, etc)

1 comentário

De Fernando Lopes a 25.08.2011 às 22:40

Humildemente, nem esse argumento de "fazer fugir o dinheiro", me parece muito válido. A SONAE já tem há anos sede fiscal na Holanda.
Os Jerónimos, Amorins e demais comandita, têm os melhores economistas e fiscalistas ao seu dispor. Só não foge o assalariado.
Vamos lá a tratar os nossos queridos milionários como portugueses normais, e brindá-los com uns belos 3,5%.
Afinal não são menos do que os outros portugueses, certo? ;)

Abraço,
Fernando

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

subscrever feeds