Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

À minha porta

por Fernando Lopes, 3 Mar 11




Estamos no ano 2011 depois de Cristo. Toda a Portucale foi ocupada pelos centros comerciais... Toda? Não! Uma aldeia povoada por irredutíveis comerciantes ainda resiste ao invasor.

Esta é a drogaria Avenida de França, bem à saída do metro. Um estabelecimento do Sr. António Joaquim. Dentro de menos de 10m2 acumula-se tudo o que se pode imaginar. A loja é um pequeno prodígio de capacidade de arrumação. Passem por lá para ver como eram as drogarias nos anos 60 e 70 e serão bem recebidos.

A péssima qualidade das fotografias é culpa inteiramente minha, e de um smartphone que ainda não domino.
Mas ficaram com uma ideia, certo?

Autoria e outros dados (tags, etc)

1 comentário

De Fenix a 04.03.2011 às 19:03

Fernando,

Este tipo de lojas põem-me deprimida. Talvez porque me lembram a minha infância, o fascismo, a intolerância, algumas coisas tristes ...

Também me deprimem edifícios quase arruinados de antigas fábricas, escolas, prédios antigos devolutos. Tudo o que seja coisa abandonada ou parada no tempo.

Mas cumprimento-o pelo seu interesse "jornalístico" e divulgação, pois felizmente nem todos são como eu. ;)

Abraço
Ana

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds