Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Queda de um mito.

por Fernando Lopes, 25 Set 13

Em crianças considerámos que os nossos pais são seres quase mágicos, omnipresentes e omniscientes, sem temor ou fraqueza. Na adolescência questionamos tudo, os progenitores são quadradões, caretas e ignorantes. Finalmente, na idade adulta conseguimos colocar as coisas em perspectiva, reconhecendo-lhes as qualidades, os defeitos e o valor da experiência. Hoje entrei na fase dois, a de queda acelerada.

- Pai, tu não tens medo de nada, pois não?

- Tenho. De andar de avião, de abelhas e de injecções.

- Mas já andaste de avião.

- Andei, houve até um tempo em que andava todas as semanas. Isso não quer dizer que não tenha medo, até porque os aviões andam no ar e as oficinas são em terra.

- E as abelhas e injecções?

- Sou alérgico às abelhas; se for mordido tenho de ir ao hospital e como tenho medo de “picas”….

- Afinal és um bocadito medroso.

 

Já está. Daqui para a frente é sempre a descer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

1 comentário

De O Abominável Careca a 26.09.2013 às 17:49

Boas,

Faço minhas as palavras da tua amiga Carla, estamos sempre na eminência de passar de "bestial a besta" ou o inverso e isto independentemente da idade e da situação!
"É a BIDA!!!"
Um abraço!

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds