Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu, que não percebo nada de jornais

por Fernando Lopes, 3 Nov 12

 

posso dar o meu modesto contributo como consumidor. As notícias já as vi na net ou na TV. O que me faz comprar um jornal são trabalhos de investigação, de fundo, artigos de opinião. Num tempo em que temos o mundo na mão através de um telemóvel, canais noticiosos que transmitem em directo a tempestade Sandy, a espuma dos dias é de todos conhecida. Os tablóides também não me interessam, talvez por isso há muito deixei de consumir jornais regularmente, trocando-os pelas newsmagazines, que reúnem num formato conveniente a informação. Outro factor a ter em conta é o tempo. Nos dias de hoje ninguém tem tempo para ler um jornal excepto ao fim do dia. Além disso, é mal visto levar o jornal debaixo do braço para o emprego. Vale o que vale, é apenas o ponto de vista de um leitor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

1 comentário

De O Abominável Careca a 03.11.2012 às 19:46

Boas noites,

És tu e sou eu, mas uma coisa é certa os jornais tal como os conhecemos estão cada vez mais perto do seu fim. Vivemos numa era "digital" e o suporte em papel torna-se a cada dia que passa mais do que obsoleto e em oposição temos os livros que muito dificilmente conseguiram convencer quem os lê a serem substituídos por plataformas digitais embora as tentativas já são hoje uma realidade embora pessoalmente sou da opinião de nunca atingirão o sucesso almejado pelos fabricantes! E claro que depois temos a tão sobejamente conhecida "crise" que já está a fazer vítimas em publicações de renome internacional como são os casos da revista " Newsweak" ou no caso europeu o " Figaro" ou o "Daily Telegraph"! Em jeito de conclusão o papel está pela hora da morte, os leitores são cada vez menos e o número infindável de publicações de interesse subjectivo são razões de sobra para também neste sector dificilmente se vislumbrar qualquer luz ao fundo do túnel! Boas leituras sejam elas tradicionais ou tecnológicas...;)

Um abraço!

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

subscrever feeds