Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Avó, eu não quero ir à escola!

por Fernando Lopes, 15 Jul 12

Amanhã é dia de regresso ao trabalho. Sei que sou um privilegiado por ainda ter trabalho, o que não impede de sentir uma ligeira indisposição e borboletas no estômago. No fundo, repete-se o regresso à escola. É só a mim, ou este regresso à monotonia diária, é precedido de uma insónia, uma angústia indefinível e uma similitude com as rodas dos hamsters, em que se pedala como um louco para não chegar a lado nenhum?

Autoria e outros dados (tags, etc)

2 comentários

De Ana A. a 15.07.2012 às 15:31

"...e uma similitude com as rodas dos hamsters, em que se pedala como um louco para não chegar a lado nenhum?"

Caro Fernando,

às vezes surpreende-me e enternece-me a sua doce ingenuidade!!

Com a sua idade já "devia" ter assimilado esta dureza da vida: o castigo de Sísifo... Ainda se soubéssemos o para quê?!

Abraço e lembre-se que a insatisfação acompanha sempre o Homem, seja qual for a sua condição.

Ana

De Fernando Lopes a 15.07.2012 às 19:29

Tem razão Ana, sou um bocado ingénuo. Acredito nas pessoas e depois desiludo-me. Mas prometo que vou melhorar o meu cinismo, especialmente nas relações laborais, onde é condição sine qua non para a sobrevivência.

Um abraço gigante,
Fernando

P.S. - Não conhecia o mito de Sísifo. Obrigado pela dica.

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • JOSÉ RONALDO CASSIANO DE CASTRO

    O Pretinho do Japão é citado, como profeta, em Ram...

  • Anónimo

    Quando a sorte é maniversa nada vale ao desinfeliz...

  • M Manel

    Só agora vi a mensagem anterior - note-se que quem...

  • M Manel

    Uma ajuda... Arranja aí uma base para eu poder de...

subscrever feeds