Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Havemos de ir ao Pingo Doce

por Fernando Lopes, 16 Mai 12

viver a luxúria da carne. Apalpar a febra, roçar o focinho e apreciar uma boa coxa. Morder-te-ei a orelheira e tu agarrar-me-ás nos enchidos. Usarás a tua língua de vaca, para me causar arrepios nas tripas. Passar-te-ei a mão pelo lombo enquanto seleccionas a mais firme rabada. Sentir-te-ei as costeletas enquanto te revelo secretos. Agarrarei maminha, firme e fresca, fresca e dura. Sairemos pé ante pé, a fugir da coentrada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

2 comentários

De bibónorte a 16.05.2012 às 23:20

:):):):):):):):)!
É por esta e por outras que eu gosto de cá vir!
Não se esqueça que o MiniPreço vai entrar na onda.Tem de ver onde as rabadas são mais firmes!:):)
Abraço

De Fernando Lopes a 16.05.2012 às 23:48

Com mais trabalho e talento, seria um texto para figurar na "Antologia Poética dos Cortadores de Carnes Verdes" :)

Abraço, enorme,

Comentar:

De
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.
Comentário
Máximo de 4300 caracteres

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Feedback

  • Fernando Lopes

    Sempre a considerá-lo sr. dr. soliplass. Digamos q...

  • soliplass

    Ora bem vindo seja às lides blogosmáticas, que sau...

  • Fernando Lopes

    Nunca nada é linear, então no amor é melhor nem fa...

  • Fernando Lopes

    Sempre certeira, Gaffe. Por essas e outras é que t...

subscrever feeds